TCE-RO finaliza processo de autoavaliação visando Programa MMD-QATC da Atricon

    23 de julho de 2015 | 9:53

    IMG_0652
    Foi realizada nessa quarta-feira (22) no Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) reunião de autoavaliação com foco no Marco de Medição de Desempenho do Programa Qualidade e Agilidade dos Tribunais de Contas (MMD-QATC), denominação dada à segunda versão da pesquisa nacional dos TCs, que está sendo executada este ano pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon).

    O encontro ocorreu na sala da Presidência, reunindo a Alta Direção e representantes dos setores responsáveis pela consolidação das informações que o Tribunal terá de, futuramente, encaminhar à Atricon em face do MMD-QATC.

    Foram abordadas, entre outros pontos, etapas já finalizadas da autoavaliação, como a coleta de dados e evidenciação, cuja realização demandou ações junto aos setores envolvidos objetivando verificar o atendimento dos critérios definidos pela Atricon para o levantamento.

    A reunião de autoavaliação contou com a participação da Alta direção e de representantes de setores do TCE
    A reunião de autoavaliação contou com a participação da Alta direção e de representantes de setores do TCE

    Durante a reunião dessa quarta-feira, procedeu-se à revisão e consolidação da pontuação e das evidências apresentadas pelos setores, visando à elaboração do relatório de desempenho do TCE-RO, o qual, por sua vez, vai subsidiar as equipes de avaliação da Atricon que realizarão as visitas técnicas aos Tribunais de Contas que aderiram ao programa MMD-QATC.

    REFERÊNCIA

    Em termos quantitativos, foram analisados oito domínios, 27 indicadores, 81 dimensões e 516 itens abarcados no Marco de Medição, que, em relação à primeira pesquisa realizada em 2013, foi ampliado deixando a avaliação mais criteriosa, já que foi inspirada em instrumento de medição de desempenho da Organização Internacional de Entidades Fiscalizadoras Superiores (Intosai).

    Esses indicadores contemplam quesitos referentes à estrutura da Corte de Contas, envolvendo Controle Externo, Corregedoria, Comunicação Social, Tecnologia da Informação, Gestão de Pessoas, Escola de Contas, Ouvidoria, Controle Interno, Administração, Planejamento, Sessões e Jurisprudência.